segunda-feira, abril 18, 2011

Humor, chuva e teclas.

Não tenho diário, mas sim um blog, então lá vamos nós. 


O dia não começou bem, acordei super atrasada, e logo me veio um mau humor súbito. Tomei um banho gelado, num dia gelado, catei mp3, mochila e chave, desci as escadas ao pulos para não perder o ônibus. Consegui pegá-lo, mas sentei ao lado de um infeliz que ouvia música no seu celular com o volume máximo. Eu, que já estava de mau humor, pensei em enfiar aquele celular goela abaixo do garoto e voltar pro meu lugar como se nada estivesse acontecido, mas calma, foi só um pensamento. Aumentei o volume do meu mp3, aí pude ouvir a voz do Dylan com mais precisão. Cheguei no colégio em silêncio, sem mais, e a Mi que me conhece muito bem, logo descobriu que o meu dia não havia começado nada bem. Tivemos duas aulas de Filosofia, que valeram muito apena, e conseguiram me tirar daquele tédio infortúnio. Revi alguns amigos, divagamos assuntos corriqueiros, e já satisfeita com aquela manhã, peguei o ônibus e voltei para casa. 
Tênis pra um lado, mochila pro outro, camisa na cabeceira. Joguei-me na cama. Querendo, fiquei pensando em alguns assuntos "pendentes" em minha vida, coisas que poderiam ser mais simples, outras que nem tanto, ou talvez seja eu que as complique. Bem, tentarei resolve-las em breve dias, prometi a mim mesma. 
Sem fome, resolvi assistir um, dos 5 filmes que tenho acumulados no pc, e para melhorar, começou a chover! A chuva fazendo barulhinho no telhado, o clima confortável, um bom filme, café e nada mais. Foram suficientes para mudar o meu estado para o melhor sossego. 
Agora já é noite, não sei o que fazer além de escrever. Então aqui está este post, um dia meu talvez. 

Quem garante
Que seguindo adiante eu possa enfim viver?
Sem me comparar
Sem entristecer
Sem tentar mudar
Sem poder entender.
Não dá.
Eu vou ter que sair pra poder voltar.                                                                                                                                                                                                                                                                     

Tiê - Perto e Distante

Um comentário:

Postar um comentário